Cargas disponíveis

  • Título de Cargas

    Referencia de Cargas

    Resumo de Cargas

Fone: (51) 3238.5452 / gtr@atrhol.com.br

NOTÍCIAS

  • 15/10/2018

    Fim da obrigação de reconhecimento de firma, dispensa de autenticação de cópias e não-exigência de determinados documentos pessoais para o cidadão que lidar com órgãos do governo. É o que prevê a Lei nº 13.726, de 2018, sancionada e publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (09/10). O texto também prevê a criação do selo de desburocratização na administração pública e premiação para órgãos que simplificarem o funcionamento e melhorarem o atendimento a usuários.   A nova lei tem origem no substitutivo da Câmara (SCD nº 8/2018) ao PLS nº 214/2014, do senador Armando Monteiro (PTB-PE), aprovado no Senado no início de setembro.   Pela nova lei, órgãos públicos de todas as esferas não poderão mais exigir do cidadão o reconhecimento de firma, autenticação de cópia de documento, além de apresentação de certidão de nascimento, título de eleitor (exceto para votar ou registrar candidatura) e autorização com firma reconhecida para viagem de menor se os pais estiverem presentes no embarque.   Para a dispensa de reconhecimento de firma, o servidor deverá comparar a assinatura do cidadão com a firma que consta no documento de identidade. Para a dispensa de autenticação de cópia de documento, haverá apenas a comparação entre original e cópia, podendo o funcionário atestar a autenticidade. Já a apresentação da certidão de nascimento poderá ser substituída por cédula de identidade, título de eleitor, identidade expedida por conselho regional de fiscalização profissional, carteira de trabalho, certificado de prestação ou de isenção do serviço militar, passaporte ou identidade funcional expedida por órgão público.   Quando não for possível fazer a comprovação de regularidade da documentação, o cidadão poderá firmar declaração escrita atestando a veracidade das informações. Em caso de declaração falsa, haverá sanções administrativas, civis e penais.   Os órgãos públicos também não poderão exigir do cidadão a apresentação de certidão ou documento expedido por outro órgão ou entidade do mesmo poder, com exceção dos seguintes casos: certidão de antecedentes criminais, informações sobre pessoa jurídica e outras previstas expressamente em lei.   Selo de desburocratização   A nova lei ainda tenta racionalizar e simplificar atos e procedimentos administrativos dentro dos próprios órgãos públicos. Esses poderão criar grupos de trabalho com o objetivo de identificar exigências descabidas ou exageradas ou procedimentos desnecessários, além de sugerir medidas legais ou regulamentares para eliminar o excesso de burocracia.   O texto também prevê a criação do Selo de Desburocratização e Simplificação, destinado a reconhecer e a estimular projetos, programas e práticas que simplifiquem o funcionamento da administração pública e melhorem o atendimento aos usuários dos serviços públicos.   O Selo será concedido por comissão formada por representantes da administração pública e da sociedade civil, com base em critérios de racionalização de processos e procedimentos administrativos, eliminação de formalidades desnecessárias, ganhos sociais, redução do tempo de espera no atendimento ao usuário, além de adoção de soluções tecnológicas ou organizacionais que possam ser replicadas em outras esferas da administração.   Serão premiados, anualmente, dois órgãos ou entidades, em cada unidade federativa, selecionados com base nos critérios estabelecidos pela nova lei.   Vetos    Foi vetada, entre outros pontos, a previsão de que órgãos públicos disponibilizem em página de internet mecanismo próprio para a apresentação, pelo cidadão, de requerimento relativo a seus direitos.   A razão para o veto reconhece a importância desse mecanismo, mas alega que requer alta complexidade técnica, o que levaria tempo para a implementação. “O assunto poderá ser tratado posteriormente, de modo mais adequado, sem prejuízo de, exercendo sua autonomia federativa, os demais entes regulem por leis próprias a desburocratização do acesso do cidadão aos seus direitos”, completa a justificativa.   Também foi vetada a previsão de que a lei entraria em vigor já nesta terça-feira, na data de publicação no Diário Oficial da União. "A norma possui amplo alcance, pois afeta a relação dos cidadãos com o poder público, em seus atos e procedimentos administrativos. Sempre que a norma possua grande repercussão, deverá ter sua vigência iniciada em prazo que permita sua divulgação e conhecimento, bem como a necessária adaptação de processos e sistemas de trabalho”, justifica o Executivo.   Fonte: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2018/10/09/sancionada-lei-que-dispensa-reconhecimento-de-firma-e-autenticacao-de-documento   Leia Mais

  • 04/05/2018

    Em sua 25ª edição, a Agrishow segue com reconhecimento nacional e internacional. É uma das três maiores feiras de tecnologia agrícola do mundo e a maior e mais importante na América Latina. O evento é o mais aguardado do ano para o lançamento das principais tendências e inovações tecnológicas para o agronegócio. A ATRHOL esteve presente em mais um ano de feira.    Leia Mais

  • 09/04/2018

     O setor de transporte e logística brasileiro começou a apresentar sinais de recuperação em 2017, depois de ter sido fortemente impactado pela recessão da economia brasileira nos anos de 2015 e 2016. Os indicadores que apontam para a reversão da trajetória de queda são analisados na nova edição do boletim Conjuntura do Transporte – Desempenho do Setor, divulgado pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) nesta segunda-feira (9).  O ritmo de retomada, contudo, é lento, uma vez que os resultados do transporte estão diretamente relacionados ao desempenho de outros setores da economia. Por isso, segundo o boletim, a projeção é que, somente em 2020, o setor voltará a operar nos mesmos patamares de 2014. Além disso, há barreiras que dificultam o desenvolvimento do setor, como a alta dos preços dos combustíveis, a elevada carga tributária sobre a atividade transportadora e a infraestrutura precária.   Volume de serviços cresce Após ter caído 6,1% em 2015 e 7,6% em 2016, o volume de serviços prestados pelo setor de transporte, armazenagem e correio cresceu 2,3% em 2017. O transporte terrestre e o transporte aquaviário foram os que mais puxaram o resultado positivo, com altas acumuladas de 0,9% e de 17,5%, respectivamente. Os dados são da PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).    Segundo o boletim Conjuntura do Transporte – Desempenho do Setor, a alta no volume de serviços “é explicada principalmente pela recuperação da atividade industrial, que é o setor mais demandante dos serviços de transporte em geral, em especial do transporte rodoviário de cargas, e também pelo bom desempenho das exportações ao longo do ano passado.” Empregos: desaceleração no ritmo de demissões Embora o setor de transporte tenha fechado 17,5 mil vagas formais em 2017, houve uma desaceleração significativa no ritmo de demissões. No ano anterior, o corte de postos de trabalho havia chegado a 112,3 mil e, em 2015, a 68 mil.  Combustíveis: consumo cresce e preços também O consumo de combustíveis também apresentou alta em 2017, depois de resultados negativos em 2015 e 2016. O crescimento foi de 0,4%, conforme dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O consumo de diesel expandiu 0,9%; o de gasolina, 2,6%.    Mas os preços também cresceram, principalmente em razão do aumento de impostos, o que representa um entrave para a recuperação do setor. “Como os transportadores em geral trabalham com margens pequenas de rentabilidade e o momento atual é de recuperação da mais grave crise econômica do período recente, a pressão gerada pelo aumento dos preços dos combustíveis é muito prejudicial ao setor. A inflação dos combustíveis comprime a lucratividade das empresas e desestimula novos investimentos e novas contratações no curto prazo”, destaca a CNT no Conjuntura do Transporte.    http://www.cnt.org.br/imprensa/Noticia/setor-transporte-logistica-comeca-recuperar   Leia Mais

  • 09/04/2018

    Entre os dias 04 a 06 de abril de 2018 foi realizado o 6º Desenvolvimento de Líderes da ATRHOL. No dia 04 foi realizado em Canoas/RS o Planejamento Estratégico, onde foram feitos alinhamentos entre todos os Gestores das Unidades e Setores. Nos dias 05 e 06 foram feitos trabalhos direcionados à liderança e realizadas dinâmicas, ministradas pela psicóloga Cláudia Schulz.         Leia Mais

  • 16/03/2018

     ATRHOL recebeu Prêmio Partner pelo quarto ano consecutivo!!    Durante o 13 ° Encontro de Fornecedores da John Deere realizado dia 14 de março em Indaiatuba, a ATRHOL representada pelo seu Diretor Presidente, Sr. Jorge Antônio Lanzanova, recebeu novamente este prêmio de reconhecimento ao trabalho de qualidade realizado por toda nossa equipe!   Leia Mais

  • 07/03/2017

    No dia 07 de Março de 2017 o Diretor Presidente, Jorge Antônio Lanzanova, participou no 12º Encontro de Fornecedores da JOHN DEERE em Campinas/SP e na ocasião recebeu o Prêmio Partner ref. avaliação dos serviços prestados no ano de 2016.

    A ATRHOL foi a única transportadora a receber o prêmio Partner neste ano.

    Este é o resultado de um ano desafiador em que soubemos passar as dificuldades de mercado e continuar com o empenho em busca da qualidade total.

     

    Leia Mais


  • 10/08/2016

       A ATRHOL recebeu novamente reconhecimento no Prêmio Qualidade RS promovido pelo PGQP, prêmio este conhecido como Oscar da Qualidade. No primeiro ano de participação, em 2014 teve o reconhecimento Medalha Bronze e neste ano, aumentou os desafios passando a receber o reconhecimento Troféu Bronze.     Estas premiações são o reconhecimento da Gestão pela Qualidade que a ATRHOL vem desenvolvendo ao longo dos anos e que a partir das suas Práticas de Gestão avaliadas no SAG (Sistema de Avaliação da Gestão) desde 2013 vem melhorando cada dia mais. Esta conquista foi possível pelo empenho de toda a força de trabalho que vem se dedicando para atender os critérios estabelecidos internamente e para bem atender seus clientes.   Leia Mais

  • 27/06/2016

    Multa de R$ 85 e 4 pontos começa a ser aplicada em 45 dias, diz governo. Regra vale para todos os veículos; antes, luz só era exigida de dia em túnel. O presidente em exercício Michel Temer sancionou a lei que torna obrigatório rodar em estradas com o farol baixo aceso durante o dia. A mudança no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) foi publicada no Diário Oficial da União  e, segundo o Ministério das Cidades, começa a valer em 8 de julho, que é o prazo para os cidadãos se adaptarem às novas regras. Até então, o uso de farol só era exigido para todos os veículos durante a noite e em túneis, independentemente do horário do dia. Para as motos, o uso das luzes já era obrigatório durante o dia e a noite. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a medida será válida para qualquer tipo de rodovia, incluindo as que passam por trechos urbanos e também em túneis com iluminação pública.          Multa e 4 pontos na CNH O descumprimento será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e 4 pontos na carteira de habilitação. O valor subirá em novembro deste ano, assim como o de outras multas. O projeto de lei foi proposto pelo deputado Rubens Bueno (PPS-PR), e relatado por José Medeiros (PSD-MT) no Senado. O parlamentar considerou que a imposição pode “aumentar” a segurança nas estradas. “Trata-se da imposição de um procedimento bastante simples e de baixo custo que poderá aumentar a segurança nas estradas e assim contribuir para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e, consequentemente, salvar inúmeras vidas”, defendeu Medeiros. Valor das multas subirá Antes de ser afastada para o julgamento do impeachment, Dilma Rousseff sancionou, em abril, medidas que endurecem as punições para infrações de trânsito. O valor das multas subirá entre 52% e 66% em novembro deste ano. Além disso, a punição para o motorista que for flagrado falando ou "manuseando" o telefone passará de média para gravíssima. Veja os novos valores: Infração leve: - De R$ 53,20 para R$ 88,38 (aumento de 66%) Infração média: - De R$ 85,13 para R$ 130,16 (aumento de 52%)         Infração grave: - De R$ 127,69 para R$ 195,23 (aumento de 52%) Infração gravíssima: - De R$ 191,54 para R$ 293,47 (aumento de 53%) Leia Mais

  • 02/09/2015

     O SETOR DE SINISTRO da RASTER com o intuito de manter clientes e colaboradores informados repassa abaixo horários de restrição de tráfego para o feriado de Independência (07/09/2015) A Policia Rodoviária Federal editou a Portaria n° 12, de 26 de março de 2015 restringindo em determinados dias e horários o trânsito de veículos de Carga e veículos portadores de Autorização Especial de Transito ( AET). As restrições são válidas para Rodovias federais e de pista simples, segue abaixo os horários:   04/09/2015 - ( sexta-feira): Das 16:00 às 24:00 05/09/2015 - (sábado): Das 06:00 às 12:00 07/09/2015 - (segunda-feira): Das 16:00 às 24:00   CLIENTE RASTER, caso veículos de sua frota trafeguem por essa região, favor alertar o condutor para que fique atento as restrições, parando em local seguro e pra que siga corretamente as medidas preventivas de Gerenciamento de Risco.     Leia Mais

  • 06/05/2015

    " Acompanhei as melhorias que aconteceram na região, desde o primeiro encontro em 2014, e outras que estão em andamento. Isso tudo se deve ao canal direto de diálogo com a Prefeitura por meio dos Polígonos Empresariais", afirmou o empresário e diretor presidente da ATRHOL - Agência e Transportes Horizontina, Jorge Lanzanova, durante a 2ª rodada do Polígono Empresarial Morart, nesta terça-feira (5), na sede da ATRHOL, no Bairro São Luís.   No encontro, o prefeito Jairo Jorge complementou alguns encaminhamentos necessários das demandas apontadas pelos empresários, como reforçar o Plantão Integrado de Fiscalização em relação a atividades irregulares que ocorrem na região, o monitoramento da rede de tubulação para coibir os alagamentos, a questão da readequação das calçadas, além de intermediar as tratativas quanta a falta de energia elétrica e acesso à internet. Antes das manifestações dos empresários, o secretário de municipal de Desenvolvimento Econômico, Mário Cardoso, apresentou as soluções encaminhadas pelo Município referente às demandas apontadas na primeira reunião realizada em 2014. Melhorias Acesso a internet - já foram autorizadas as licenças ambientais para instalação das torres das empresas que prestam este serviço;  Iluminação Pública - foram instaladas 53 novas luminárias; Limpeza urbana - realizada na região a cada 45 dias, além das 15 notificações encaminhadas aos proprietários de áreas particulares em função de acúmulo de lixo e falta de limpeza; Segurança Pública - Instalada câmera de monitoramento na esquina com a Avenida Guilherme Schell, além da realização do Plantão Integrado de Fiscalização na região.  Alagamentos - a Prefeitura realizou a limpeza da Vala Jusante para evitar os alagamentos na região, além do monitoramento e limpeza das redes de tubulação; Mobilidade Urbana - executado o acesso da Berto Círio à BR-386, com extensão de um quilômetro (Dnit e Prefeitura); Readequação das calçadas - seis empresas situadas na Rua João Goulart já iniciaram a readequação e, quatro da Rua Juscelino Oliveira foram notificadas. Presença Participaram do encontro representantes das empresas ATRHOL, Alsco Toalheiro Brasil, Cheveste Techology, Ravenna e JCS, além da vice prefeita Beth Colombo e secretários municipais.   FONTE: www.canoas.rs.gov.br/ Crédito da notícia: Jornalista Alessandra Obem - MTE 6784   Leia Mais

1|2|3|4|5